Google+ Followers

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Óleo de Coco, porque é que eu o quero já!



O óleo de coco é composto por essencialmente for gorduras saturadas (ao contrário do azeite que é essencialmente comporto por gorduras insaturadas).



Em vários artigos (que eu vou por lá embaixinho) o óleo de coco demostrou ser incomparavél no que respeita à prevenção da perda de água pela pele, a capacidade de hidratar a pele, de manter os níveis dos lípidos da pele e o seu pH natural.

Tem propriedade anti-bacterianas fantásticas (aquele acne chato que não desaparece, aquela ferida que está a ficar com uma cicatriz feia), pois a maneira como o óleo de coco se degrada na pele acaba por produzir monolauril (que é um bactericida para o qual as bactérias não desenvolvem resistência).

Não contem a ninguém, mas, é um excelente lubricante vaginal tanto para as senhoras que sofrem de secura devido ao declínio dos níveis hormonais, mas também para as actividades "lúdicas" (desde que não seja usado em conjunto com preservativos, dado que provoca degradação do latex).

Serve como serum para as pontitas mais estragadas do cabelo e doma todos aqueles cabelitos que resolvem que para o céu é que é o caminho.

E para não vos massar muito, ajuda a esbater as estrias que aparecem tanto como consequência do crescimento (seja para as alturas ou para os laditos) e completamente seguro para usar durante a gravidez. Aliás, é muito usado para os mamilos gretados dado que é completamente seguro na amamentação.

Já para não falar que é bestial para um barbeamento macio e depilação.

Aqui ficam uns artigos a suportar todas estas coisas boas e espero ouvir de vocês!
[1] A. L. C. Agero, V. M. Verallo-Rowell, "A Randomized Double-Blind Controlled Trial Comparing Extra Virgin Coconut Oil with Mineral Oil as a Moisturizer for Mild to Moderate Xerosis," Dermatitis, Vol. 15, No. 3 (2004) 109-116
[2] V. M. Verallo-Rowell, Kristine M. Dillague, B. S. Syah-Tjundawan, "Novel Antibacterial and Emollient Effects of Coconut and Virgin Olive Oils in Adult Atopic Dermatitis," Dermatitis, Vol. 19, No. 6 (2008) 308-315
[3] A. Patzelt, J. Lademann, H. Richter, M. E. Darvin, S. Schanzer, G. Thiede, W. Sterry, T. Vergou, M. Hauser, "In vivo investigations on the penetration of various oils and their influence on the skin barrier," Skin Research and Technology Vol. 18 (2012) 364–369
[4] G. N. Stamatas, J. de Sterke, M. Hauser, O. von Stetten, A. van der Pol,"Lipid uptake and skin occlusion following topical application of oils on adult and infant skin," Journal of Dermatological Science Vol. 50 (2008) 135—142


E um video que eu adoro que mostra como usar óleo de coco no cabelo.

Não se esqueçam de ligar as legendas do video no cantinho!








2 comentários:

  1. Muito interessante! Não conhecia algumas das funções. bom saber!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Bel.

      Só é uma pena que seja um calvário para encontrar por Portugal ah ah ah

      Enfim, dá para esperar 3 diazitos para vir pelo correio :)

      Eliminar